Bolsonaro está pedindo para ser preso

"Ser rotulado de 'perseguido' é sua última cartada", avalia Alex Solnik

Jair Bolsonaro e presídio federal de segurança máxima (Foto: Reuters | Agência Brasil )

Depois de uma semana em que o sobrenome Bolsonaro ficou fortemente associado tanto ao assassinato de Marielle quanto à intentona de 8/1, e em que o filho 02 teve computadores apreendidos e o 01 se envolveu no sumiço de um jet-ski, em razão das revelações sobre a Abin Paralela, o chefe do clã assestou sua artilharia contra o STF e o TSE. 

Ao dizer, ontem, que “o TSE trabalhou para eleger Lula”, o ex-presidente acusou os ministros de um crime gravíssimo que, se cometido, dá uma cadeia brava. 

Mas, se a acusação não for verdadeira, o criminoso, por suspeita do crime de calúnia, passa a ser ele.

Mas a declaração é mais grave ainda. 

Se a eleição foi fraudada, justifica-se a invasão dos Três Poderes.

Em outras palavras, ele acusou o STF de condenar “cidadãos de bem” que tão somente protestavam contra a fraude eleitoral.

Bolsonaro colocou Alexandre de Moraes numa sinuca de bico. Se prendê-lo agora, ganha a pecha de ditador; se não prendê-lo, vira covarde.

Bolsonaro quer ser preso para se passar por vítima de perseguição e assim tentar salvar a sua pele e as de seus filhos perante seus eleitores e, em consequência, o futuro político do clã. 

Ser rotulado de “perseguido” é sua última cartada.

Mas não creio que Moraes vai cair nessa armadilha.     

Este artigo não representa a opinião do Blog e é de responsabilidade do colunista Alex Solnik

247

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem