Senador aciona PGR e MP após Ciro Gomes denunciar corrupção no governo do Ceará

O senador Eduardo Girão (Novo-CE), em pronunciamento no Plenário nesta terça-feira (31), manifestou apoio às denúncias feitas pelo ex-candidato à Presidência da República Ciro Gomes contra o governo de Camilo Santana no Ceará. Atualmente senador afastado para exercer o cargo de ministro da Educação, Camilo foi governador do Ceará por dois mandatos, de 2015 a 2022. De acordo com Girão, a fala ocorreu durante encontro do PSDB em Fortaleza. 

Girão enfatizou que, apesar das divergências políticas com Ciro, reconhece a magnitude das declarações. Segundo o senador, Ciro declarou que o governo Camilo cometeu abuso de poder ao convocar prefeitos para trocar apoio político por obras e programas do governo. 

— Esse procedimento nada republicano já havia sido denunciado pelo ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, que protocolou junto ao TRE [Tribunal Regional Eleitoral] do Ceará denúncia de abuso de poder político — apontou. 

O parlamentar também questionou gastos do governo do Ceará durante os oito anos de Camilo Santana com publicidade e propaganda, cerca de R$ 1,1 bilhão. Ele ainda mencionou os custos com aluguéis de jatinhos e helicópteros, que teriam totalizado mais de R$ 15 milhões ao ano. O senador ressaltou o relatório do Ministério Público Eleitoral que afirmou ter obtido "provas robustas” sobre a conduta do governo estadual com “gravidade suficiente” para comprometer a legitimidade das eleições do ano passado. 

— Houve abuso do poder político-econômico [...] compararam repasses em anos anteriores e repasses naquele ano eleitoral. Realmente algo mágico aconteceu, de mudança de ventos, que não pode ser coincidência. Precisa-se de apuração com relação a essas denúncias.

Agência Senado


Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem