Governador Camilo SantanaFoto: Máximo Moura
O governador Camilo Santana, durante a solenidade de instalação da 2ª sessão da 29ª legislatura da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (02/02), anunciou as prioridades para 2016 e fez um balanço das ações do seu primeiro ano de Governo. Ele destacou o papel do Legislativo com a aprovação de projetos de lei que resultam em melhorias para a vida da população cearense. A sessão foi aberta pelo presidente da Casa, deputado Zezinho Albuquerque (Pros).

"Espero continuar contando com a Assembleia Legislativa para que possamos desenvolver o estado do Ceará e garantir melhor qualidade de vida para a população. E venho aqui, respeitosamente, além de prestigiar a abertura dos trabalhos desta Casa, apresentar aos deputados uma prestação de contas das nossas ações”, afirmou o governador.

Para 2016, Camilo Santana afirmou que dará prosseguimento às políticas estruturadas nos sete grandes Eixos Governamentais de Articulação Intersetorial, o 7 Cearás, que abrangem as seguintes temáticas: o Ceará do Conhecimento, o Ceará Democrático, o Pacífico, o de Oportunidades, o Ceará Acolhedor, o Saudável e o Sustentável.

O governador anunciou que, neste ano, 26 escolas de ensino médio funcionarão em tempo integral. “São as primeiras escolas de tempo integral de ensino médio, e estamos fazendo isso graças à eficiência do estado do Ceará na questão das contas públicas. Vamos usar a educação como importante ferramenta para garantir que os jovens tenham a oportunidade de estudar e fiquem longe de problemas como as drogas e a violência”, afirmou.

Camilo reforçou que o seu governo vai persistir nos investimentos em projetos estruturantes e em áreas estratégicas, a exemplo de recursos hídricos, infraestrutura, energias renováveis, mobilidade e turismo, e em áreas sociais que ajudarão o Governo do Ceará a promover a qualidade de vida da população — da saúde à segurança pública, da educação básica à profissional. “Não pouparemos esforços na conquista desses investimentos e de novos empreendimentos e mercados”, enfatizou.

O governador disse que, em 2015, em meio ao que se chamou de crise, buscou-se alcançar para o Ceará um horizonte iluminado pela gestão do desenvolvimento sustentável, próspero, qualitativo, com equidade social e regional. Entre as realizações, Camilo destacou o ingresso de milhares de contribuintes na malha arrecadadora do Estado, por meio do sistema público de escrituração digital.

“Em parceria com o  Tribunal de Justiça, também houve a conciliação para débitos fiscais, o que permitiu o  parcelamento de dívidas em até 120 meses", observou.

No tocante à crise hídrica do Estado, Camilo Santana citou o Plano Estadual de Convivência com a Seca, um conjunto de ações emergenciais e estruturantes, de curto, médio e longo prazos.

O governador  também assinalou o aprimoramento dos recursos humanos, com uma série de legislações aprovadas pela Assembleia, como a Lei do Piso dos Agentes de Saúde, com mais de oito mil beneficiados; a Lei do Piso dos Professores, com mais de 48 mil alcançados, igualando ao piso nacional da categoria, com 13,01% de reajuste; o plano de cargos e carreiras do servidores do Detran e a lei de promoções de policiais e bombeiros, com 8.891 promoções. Ele salientou que o Estado vai lançar edital para reforçar a PM, com mais 4.200 vagas para policial militar.

Na área da segurança pública, Camilo Santana avaliou que, como resultado de investimentos na área, o Ceará apresentou, pela primeira vez nos últimos 17 anos, a redução nas mortes violentas no Estado. “Conseguimos diminuir em 9,5% os homicídios no Estado e 17% em Fortaleza, sendo que a meta nacional é a queda de 5% nesses números. Foram 420 vidas salvas em 2015”, frisou.

Na vertente Ceará Acolhedor, conforme disse o governador, houve o combate à vulnerabilidade social e uma política habitacional, com mais três mil unidades habitacionais entregues, com um investimento de cerca de R$ 250 milhões. Segundo ele, há mais 41 mil unidades em construção, todas com contrapartida do Estado.

Camilo Santana também ressaltou o Ceará de Oportunidades, que realiza o fomento ao crescimento, geração e reprodução do emprego. Também lembrou a execução de 60% do terminal de múltiplas atividades do Pecém, propiciando a instalação da Companhia Siderúrgica do Pecém, a ser inaugurada neste ano.

O governador destacou ainda, na área da educação, a ampliação da oferta para 45 mil matrículas em 113 escolas profissionais de 84 municípios, a construção de mais cinco escolas profissionais e a concessão de bolsa-estágio para mais de 17 mil alunos.
JS/CG Assembleia Legislativa
Pres. Zezinho Albuquerque (Pros)Foto: Máximo Moura
O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque (Pros), ao abrir nesta quarta-feira (03/02) os trabalhos da primeira sessão ordinária do período legislativo, destacou o período chuvoso no Estado, trazendo novas perspectivas ao homem do campo. Ele registrou as visitas de parlamentares aos municípios, para ouvir as demandas da população.

“Não é porque estávamos de recesso na Assembleia que paramos de trabalhar. Todos nós estávamos viajando pelo Estado, conversando com as pessoas e sem dúvidas o principal assunto era a falta d’água. Deus foi tão bom que mandou o dobro da média esperada em janeiro e ainda entramos em fevereiro com chuva. Na região do Inhamuns, onde a escassez é bem maior, já temos água para praticamente dois anos. Precisamos de mais, mas o que veio já serviu para amenizar um pouco da situação. Podemos ver o ânimo no rosto das pessoas ao ver nossos reservatórios cheios novamente”, comemorou.

Em contraponto com alegria pela vinda das chuvas, Zezinho Albuquerque declarou sua preocupação em relação às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, anunciando mais uma campanha da Assembleia no combate ao mosquito. “Vamos entrar com uma campanha para que as pessoas não deixem acumular água em reservatórios e precisaremos de toda a ajuda da população. Juntem a turma da sua rua para averiguar próximo às suas casas se não existem focos. Nossas mãezinhas grávidas, principalmente, tomem todos os cuidados necessários”, alertou.

O presidente declarou ainda seu apoio aos prefeitos dos municípios cearenses que se reúnem nesta quarta-feira na Casa, para pensar alternativas para o pagamento dos precatório judiciais, tendo em vista a difícil situação financeira que atravessam os municípios.

O deputado comunicou que a campanha “Ceará sem Drogas” continua, e anunciou o lançamento do Comitê de Prevenção de Homicídios na Adolescência, no próximo dia 23, às 10h30, no plenário da Assembleia.

O parlamentar também agradeceu a visita do governador Camilo Santana a Casa, nesta terça-feira (02/02), para fazer um balanço de sua gestão no ano de 2015 e anunciar novas ações para 2016.
LA/CG

© Fornecido por BBC OMS admite que ainda
pouco se sabe sobre outras formas de
transmissão do vírus da zika.
O risco de transmissão sexual do vírus da zika ainda não foi comprovado cientificamente, mas três casos de possível contágio intrigam cientistas e já levaram médicos a recomendar que grávidas usem proteção durante relações sexuais.

O mais recente ocorreu no estado do Texas. Em entrevista à BBC, a vice-diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Anne Schuchat, disse que “o laboratório confirmou o primeiro caso de zika vírus em um não-viajante. Nós não acreditamos que o contágio tenha ocorrido por meio de picadas de mosquito, mas sim por contato sexual”.

Questionada sobre a confirmação, Schuchat explicou que, até o momento, não há outras formas plausíveis que possam dar conta da transmissão, já que uma pessoa esteve na Venezuela, voltou aos EUA, apresentou sintomas de zika, e teve contato sexual com o parceiro.

O caso no Texas soma-se a outros dois que, embora não comprovados, são amplamente citados na literatura científica. Em um deles, o vírus foi detectado no sêmen de um paciente e, no outro, um cientista que havia estado em uma área de contaminação por zika voltou aos EUA onde teria contaminado a esposa.

Em 2013, durante um surto de zika na Polinésia Francesa, o vírus foi detectado no sêmen de um homem de 44 anos. Ele havia apresentado sintomas típicos da infecção por zika: febre, dores de cabeça e nas articulações. Após alguns dias, o paciente notou vestígios de sangue no sêmen e procurou atendimento médico. Exames detectaram o vírus no material coletado.

Neste caso, não houve a comprovação de infecção de uma segunda pessoa pela via sexual, mas, sim, da contaminação do sêmen pelo chamado vírus replicante, ou seja, capaz de gerar a propagação da doença. "Nossas descobertas apoiam a hipótese de que o Zika pode ser transmitido por via sexual", conclui artigo de fevereiro de 2015, disponível no site do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

No segundo caso de possível contaminação sexual, o sêmen do paciente com zika não foi examinado. No entanto, a esposa deste paciente teve a zika diagnosticada e a única explicação plausível seria o contágio sexual.

Foi o caso do cientista americano Brian Foy, em 2008. Ele havia visitado uma região do Senegal afetada por zika e, ao retornar para casa, no Colorado, Estados Unidos, teria infectado sua esposa durante uma relação sexual um dia após seu retorno.

"Vivemos no Colorado, um Estado americano onde não há mosquitos na época do ano em que minha mulher contraiu o vírus. E onde não há ocorrência do Aedes aegypti (o mosquito transmissor do vírus). O mais provável é que minha mulher tenha sido infectada quanto tivemos relações, antes de eu me sentir doente, mas a ciência ainda não está nem perto de provar a possibilidade desse tipo de contágio", conta Foy, em entrevista por telefone à BBC Brasil.

O professor-assistente da Universidade Estadual do Colorado é um dos autores de um estudo que sugere a possibilidade de transmissão do zika por contato sexual. Inicialmente, Foy foi diagnosticado com dengue e médicos não conseguiram descobrir o que tinha se passado com sua esposa. Passou-se um ano até que eles descobrissem que se tratava de zika.

O americano acredita que a repercussão causada pela epidemia no Brasil incentive o financiamento de pesquisas buscando investigar o assunto. Foy afirma não haver dúvidas de que a picada do Aedes aegypti é a forma principal pela qual se pode contrair o vírus, mas defende a importância de que ao menos se descubra mais sobre a via sexual.

"Para atingir uma área de contágio tão extensa de forma tão rápida, o mosquito é a grande explicação. Pode ser até que o contágio sexual represente uma ocorrência rara e, diante dos problemas enfrentados pelas autoridades de saúde dos países afetados, como o Brasil, não esteja no alto da lista de prioridades. Como cientista, porém, sempre acredito na importância de se investigar outras possibilidades", completa.

© Foto: Fornecido por BBC
Recomendação é que grávidas usem preservativo nas relações sexuais.

Em uma entrevista a uma rede de TV americana, Foy relatou ter sido constantemente picado por mosquitos enquanto fazia seu trabalho de campo no vilarejo senegalês de Bandafassi. Voltou para os EUA no final de agosto de 2008 e, dias depois, começou a se sentir mal, com sintomas que variavam de fadiga a dores no momento de urinar, além de inflamações na pele – a esposa teria notado o que parecia ser sangue no sêmen do marido.

Foy pediu ajuda a colegas do CDC, a principal agência voltada para a proteção da saúde pública dos EUA, para identificar a patologia com que tinha sido infectado. O diagnóstico de dengue não o deixou convencido, e muito menos a indefinição sobre o que teria acontecido com a mulher.

Um ano depois, um dos auxiliares do cientista na viagem à África, Kevin Kobylinski, que também ficou doente, estava conversando em um jantar com o entomologista Andrew Haddon, da Universidade do Texas, quando tocou no assunto.

Haddow, por uma grande ironia do destino, é neto de Alexander Haddow, um dos três cientistas que isolaram o zika pela primeira vez, em 1947, quando o extraíram de um macaco na Floresta de Zika, em Uganda. Quando soube que amostras de sangue de Kobylinski e dos Foy ainda estavam preservadas em um laboratório, o entomologista sugeriu que elas fossem enviadas para o virologista Robert Tesh. As três amostras testaram positivo para zika.

Em seu estudo, Foy apresenta outros argumentos para defender a hipótese de contato sexual. Joy, sua mulher, jamais visitou a África ou a Ásia e, na época da publicação do documento, já fazia quatro anos que não deixava os EUA. Antes da epidemia no Brasil e que começa a chegar a outros países da América do Sul, o zika jamais tinha sido reportado no hemisfério Ocidental.

Outros estudos envolvendo doenças transmissíveis por mosquitos há haviam sugerido a possibilidade de contágio sexual. Haddow, por exemplo, aponta para o fato de que a epidemia de zika na Micronésia (Oceania), em 2007, deu margem para especulações sobre este tipo de contágio.

Isso porque a proporção de mulheres infectadas foi 50% maior que a de homens – na maioria das doenças sexualmente transmissíveis, o sexo vaginal oferece riscos de contágio muito maior para as mulheres.

"É a explicação mais lógica. Outra possibilidade é que tivesse sido passado pela saliva ou outros fluidos corporais, mas temos quatro filhos, e eles não ficaram doentes. BBC Brasil
Satisfação grande e muito produtiva em visitar nesta sábado (30.01.2016), na Sede do Centro de Ensino e Cultura Universitária e do Instituto de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura - Inespec, o meu amigo César Augusto Venâncio da Silva​, professor, jornalista e também formado em farmacologia, que atualmente participa de um grupo em estudos sobre a Fosfoetanolamina (um composto produzido pelo corpo humano). Confira o vídeo abaixo para que possa entender... MUITO INTERESSANTE!

A farmacologia (do grego: ϕάρμακον, fármacon ("droga"), e λογία, derivado de -λόγος lógos ("palavra", "discurso"), sintetizado em "ciência") é a ciência que estuda como as substâncias químicas interagem com os sistemas biológicos. Como ciência nasceu em meados do século XIX. Se essas substâncias tem propriedades medicinais, elas são referidas como "substâncias farmacêuticas".

O campo abrange a composição de medicamentos, propriedades, interações, toxicologia e efeitos desejáveis que podem ser usados no tratamento de doenças.

Esta ciência engloba o conhecimento da história, origem, propriedades físicas e químicas, associações, efeitos bioquímicos e fisiológicos, mecanismos de absorcão, biotransformação e excreção dos fármacos para seu uso terapêutico ou não.

Também ressalta que grandes novidades no jornalismo para esse 2016 vem ai...

O equipamento foi inaugurado nesta quinta (29) pelo governador Camilo Santana. Ele pertence a um pacote de investimentos em educação, que prevê a construção de 54 CEIs. Imagem: Marcos Studart
Com o sorriso no rosto, a empolgação e alegria da menina Antônia Rayssa de Abreu, de 3 anos, eram vistos de longe. A garota brincava com seu novo kit de farda, livros e mochila, chamando a atenção do governador Camilo Santana, na noite desta quinta-feira (28), durante a inauguração do Centro de Educação Infantil Dinorah Gondim Lins Aragão, no município de Sobral, a 240 km da Capital. “Ver o sorriso no rosto dessas crianças, empolgadas com o 'saber' e ver que elas estão aprendendo brincando. Isso é que nos motiva a construir o que há de melhor em educação infantil no Estado. Invertemos o conceito de que os que mais precisam acabavam tendo um equipamento de baixa qualidade. Os que mais precisam, tem que ter o que há de mais moderno, bonito e bem equipado. Só assim teremos um jovem com um futuro promissor”, comentou o governador.

Juntamente com a vice-governadora Izolda Cela e o prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda, o governador inaugurou mais um Centro de Educação Infantil (CEI), contemplando o pacote de investimentos lançado em 2015 para a construção de 54 espaços educacionais com o mesmo padrão. O CEI Dinorah Aragão conta com quatro salas de aula, podendo atender até 208 alunos, obtidos com investimentos no valor de R$ 1,1 milhão, oriundo do Governo do Estado, de empréstimo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e contrapartida do município, para construir, mobiliar e equipar o novo espaço educacional.

Para a dona de casa Francisca Maria de Sousa Costa, de 36 anos – mãe da pequena Rayssa -, a emoção era enorme em poder ver a inauguração do CEI e matricular a filha em uma escola equipada com laboratório de informática, refeitório, cozinha, berçário, fraldário, dormitório, copa, recepção e playground. “Eu nunca tive a oportunidade de colocar meus outros dois filhos em uma creche como essa. Acho muito importante poder dar atenção às crianças, principalmente, as mais carentes da região. Eu agradeço a todos que puderam por em prática este sonho. Agora, terei mais tempo, inclusive, para fazer algo que possa dar mais estrutura para minha família”, contou Francisca.

Segundo o secretário Maurício Holanda, de Educação, o Centro é a garantia de trazer mais oportunidades tanto para as crianças como para os pais. “Este equipamento é um esforço do Governo do Estado em manter a melhoria, além de estender as oportunidades de educação para as nossas crianças cearenses. Por isso, sinto-me com uma sensação de alegria em ver a inauguração deste belíssimo equipamento que não fica devendo a nenhuma escola particular. Vemos uma demonstração clara do Governo do Estado em dar importância de trazer um serviço da melhor qualidade para as pessoas que mais precisam, como adiantou o governador. Além disso, vemos também o cuidado e esforço de melhorar, cada dia mais um pouco, a educação do nosso Estado”, destacou o secretário.

Os recursos do CEI são da ordem de R$ 70,8 milhões e integram o Programa de Ampliação da Oferta Municipal de Educação Infantil. Outros 65 Centros estão assegurados para as crianças cearenses. Até agora, a gestão estadual autorizou as obras dos Centros de Educação Infantil de Carnaubal, Saboeiro, Horizonte, Pentecoste, Tianguá, Ipu, Santa Quitéria, Acopiara, Camocim, Cedro, Salitre, nas localidades de Dom Expedito e José Euclides, em Sobral, Granja, Orós, Jaguaribe, Tejuçuoca e Morrinhos. Ao todo, o Estado ganhará 119 CEIs.

Após a entrega do equipamento, o governador Camilo Santana também prestigiou a inauguração da Faculdade Luciano Feijão, em Sobral. Segundo ele, “não há outro caminho para mudarmos o mundo, senão pela educação. Venho com orgulho ver a inauguração desse complexo, pois são ações como essas que fazem crescer ainda mais o nosso Estado. Através da educação, podemos sonhar, ser mais, alcançar ainda mais”, salientou o executivo estadual.  

Estiveram presentes ainda na inauguração, o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque; deputado federal Leônidas Cristino; deputado estadual Ivo Gomes; prefeitos, secretários municipais e vereadores da região, além de diretores, coordenadores, professores e alunos da rede pública de ensino. Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

José Melo é acusado de compra de votos em sua campanha de reeleição de 2014

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) cassou na última segunda-feira, 25, o mandato do governador do estado, José Melo (Pros), e seu vice, Henrique Oliveira (SDD).

Melo é acusado de compra de votos em sua campanha de reeleição. Segundo a denúncia, ele participou de um esquema de compra de votos com dinheiro público desviado de um contrato do governo feito com uma empresa de segurança contratada para atuar em Manaus, durante a Copa do Mundo de 2014.

A denúncia contra Melo foi protocolada em 2015, pelo atual ministro de Minas e Energia Eduardo Braga (PMDB), que ficou em segundo colocado no pleito de 2014. Segundo a denúncia, Melo teria repassado R$ 1 milhão a Agência Nacional de Segurança e Defesa (ANS&D). A verba, no entanto, foi usada para compra de votos.

Dois dias antes da votação do segundo turno da campanha, a presidente da ANS&D, Nair Queiroz Blair, foi detida pela Polícia Federal ao desembarcar no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, com R$ 7,7 mil em cédulas de R$ 100, além de recibos e anotações de contabilidade que indicam o fornecimento de dinheiro para recrutar eleitores. Os agentes também encontraram R$ 12 mil em um comitê da campanha de Melo em Manaus.

A decisão do TRE-AM tem caráter suspensivo, o que dá a Melo o direito de permanecer no cargo até que o caso seja julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso a cassação seja mantida pelo TSE, Braga, que governou o Amazonas por dois mandatos, entre 2003 e 2010, poderá assumir o cargo no lugar de Melo. Opinião & Notícia

Nos smartphones atuais, a internet virou algo indispensável, mesmo que usemos a cada dia mais os aplicativos que nos são fornecidos por vários sites, contudo sempre vamos precisar do navegador a nossa disposição para tarefas especificas, como baixar um arquivo por exemplo.

Muitos ao escolherem um navegador para o smartphone, buscam a velocidade, e o baixo consumo de dados, mas, será que a velocidade realmente deve ser um fator primordial na escolha do navegador? É a tão falada privacidade? Já listamos por aqui quais os melhores navegadores de 2016, agora vamos trazer os pontos fortes e fracos de cada navegador, confira.

Mozilla Firefox

Firefox foi o primeiro a desafiar o Explorer, da Microsoft. Logo mordeu 8% do mercado, por suas simplicidade, estabilidade e grande número de possibilidades. Agora, tem novas versões para Linux, Mac, Windows e Android.

Pontos fortes: é bom na sincronização de marcadores de favoritos (bookmarks) e abas entre dispositivos, seu tradutor de páginas, seu modo de economia de dados e na navegação de forma privada.

Ponto fracos: não existe uma versão para iOS (sistema operacional do iPhone) nem Windows Phone. Não dispõe de uma versão de 64 bits. Embora seja o que mais disponha de complementos e plugins, utilizar todos eles compromete seu rendimento.

Google Chrome

É o navegador mais usado no mundo. Desenvolvido pelo Google, Chrome é funcional, claro e simples. Está disponível gratuitamente em serviços específicos. Tem versões para Windows, Mac, Linux, Android e iOS.

Pontos fortes: é completo e conta com telas personalizadas, sincronização entre dispositivos, modo incógnito, sessão para convidados, salvar páginas em formato PDF e uma vasta oferta de aplicativos e jogos para web. Uma característica que pode ser útil com alguns sites é a “economia de dados”. O Google pré-carrega e comprime sites antes de enviá-los ao celular. Isso pode tornar a conexão mais veloz e gerar economia para os planos de dados do telefone.

Pontos fracos: não existe uma versão para Windows Phone, o que faz com que os usuários destas plataformas não disponham de abas e preferências no celular. É o navegador que mais recursos de hardware consome. Requer uma conta do Google para configurar a sincronização, ou seja, não se pode utilizá-lo sem uma conta de Gmail.

Dolphin

Dolphin é considerado um dos mais potentes navegadores para Android, mas não é tão conhecido como Mozilla ou Chrome.

Pontos fortes: é elogiado por sua funcionalidade gestual, rapidez e uso em iOS e Android. A chave do Dolphin é a inclusão do Flash, não sendo necessário instalar nada além de um complemento ao navegador chamado Dolphin JetPack. O navegador em general é muito rápido e pode ser sincronizado com navegadores do PC, ainda que não se utilize o mesmo programa no smartphone.

Pontos fracos: sem o complemento Dolphin JetPack, o Dolphin se converte em um dos que mais demora a carregar páginas da internet.

Safari

Safari apareceu em 2003, quando a Apple decidiu remover de sua plataforma a edição do Internet Explorer que a Microsoft desenvolvia para usuários de OS X. Este navegador da Apple cresce a cada dia no mercado. Mas está longe de ocupar o primeiro lugar.

Pontos fortes: sincronização automática entre dispositivos, sem intervenção do usuário. É o navegador que melhor faz uso de CPU e memória no Mac, e raramente fica lento ou não responde. É o único com suporte para iCloud e Apple, e se destaca pelo desenvolvimento de motor para JavaScript que consegue ser mais rápido entre as opções para OS X.

Pontos fracos: só está disponível para computadores e celulares Apple. Não tem várias das funcionalidades incluídas no Chrome e no Firefox. Apple não permite personalizar o navegador, então não é possível escolher temas, cores ou a disposição da interface.

Opera/Opera Mini

Um dos pioneiros da web. Apareceu em 1995 junto ao Internet Explorer e foi também um dos primeiros a dispor de uma versão para celulares (Opera Mini). Atualmente conta com mais de 350 milhões de usuários, segundo a própria empresa.

Pontos fortes: É um navegador básico que inclui navegação privada, uma seção para noticias e seu famoso modo off-road para ajudar a navegação em conexões ruins, que reduz a quantidade de dados transmitidos.

Pontos fracos: instalar complementos reduz significativamente a velocidade do produto, fazendo seu uso impossível em equipamento de desempenho. Seu motor muitas vezes falha ao carregar certos sites, deixando a página em branco. Não conta com uma versão de código aberto.

E aí caro leitor, você conhece algum ponto positivo ou negativo em seu navegador? Jornal Floripa

Câmara Municipal de Centralina está em recesso

A pequena cidade de Centralina (MG), com seus 10 mil habitantes e localizada a 669 quilômetros de Belo Horizonte, vive um situação inusitada: todos os seus nove vereadores foram presos preventivamente suspeitos de corrupção.

Eles são investigados pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Uberlândia acusados de desvio de dinheiro público.

Segundo a investigação, todos os nove vereadores eleitos para legislatura que termina este ano fraudaram notas fiscais para justificar recebimento de diárias de viagens que nunca foram feitas.

Quatro deles foram presos na semana passada, na primeira etapa da investigação que recebeu o nome de "Viagem Fantasma" e renunciaram aos cargos.

Os quatro, entre eles o presidente da Câmara Municipal, Eurípides Batista Ferreira, o Baianinho (Pros), o primeiro secretário, Hélio Matias (PSL), Carla Rúbia (Solidariedade) e Roneslei do Carmo Soares (PR), foram ouvidos e soltos um dia após a prisão. Agora cumprem prisão domiciliar.

Os outros cinco: o vice-presidente da Casa, Ismael Pereira Peres (PT), o 2º secretário Rodrigo Lucas (Solidariedade), Wandriene Ferreira de Moura (PR), Sônia Martins de Medeiros Rosa (PP) e Cleison Vieira (PDT), foram detidos na manhã desta quinta-feira (28) durante a segunda etapa da operação.

Os cinco serão encaminhados para o presídio Professor Jacy de Assis em Uberlândia (537 quilômetros de Belo Horizonte). Além dos vereadores, um ex-servidor da Câmara Municipal e um ex-vereador, que hoje atua como advogado, também foram presos na operação. Outros 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Segundo o Ministério Público, os suspeitos cometeram associação criminosa, peculato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Câmara está em recesso

Com a prisão dos cinco vereadores e a renúncia dos quatro primeiros presos, a Câmara Municipal de Centralina fica sem representantes.

O UOL tentou entrar em contato com a comunicação da Casa, mas foi informada que a Câmara está em recesso, que retorna aos trabalhos apenas na próxima semana e que os suplentes devem assumir os cargos.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) convocará seu comitê de cientistas para declarar o zika vírus como uma "ameaça internacional para saúde pública". O anúncio da convocação dos especialistas será feito nesta quinta-feira, 28, pela diretora da OMS, Margaret Chan, criticada por organizações não governamentais (ONGs) e cientistas por não ter agido até agora para frear a doença. O encontro deve ocorrer na semana que vem e contará com cientistas brasileiros.

O grupo de especialistas vai se reunir nos próximos dias e, se considerar que a ameaça é global, o alerta será lançado. Isso exigirá que governos de todo o mundo coloquem medidas para identificar o vírus e recomendações sobre viagens poderão ser realizadas. O Brasil, porém, já trabalha nos bastidores para evitar que a OMS declare algum tipo de restrição, principalmente no ano de Jogos Olímpicos.

Antes de convocar a reunião, a OMS estava sendo duramente criticada por repetir os mesmo erros do Ebola. Segundo cientistas, o zika vírus tem um potencial de se tornar uma pandemia "explosiva". O alerta está sendo feito por cientistas americanos que, nesta quinta-feira, publicam um apelo à agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para que não repita com o zika os mesmos erros do combate ao Ebola, doença que foi negligenciada por meses pela OMS antes de sair de controle.

"A doença hoje tem um potencial pandêmico explosivo", indicaram os cientistas, acusando a OMS de não agir.

Segundo a reportagem apurou com exclusividade, a primeira notificação à entidade ocorreu em outubro. Mas nada foi feito e toda a gestão da doença foi deixada para a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

Em um documento publicado nesta quinta-feira no Journal of the American Medical Association, os cientistas pedem que a OMS aprendam as lições do Ebola. O temor dos cientistas é de que, mesmo que uma vacina esteja pronta em dois anos, sua chegada ao mercado pode levar uma década.

O artigo é assinado por Daniel Lucey e Lawrence Gostin e considera que o fracasso da OMS em agir levou a milhares de mortes na África. O mesmo cenário poderia ocorrer se uma ação imediata não for tomada.

"Um Comitê de Emergência deveria ser convocado de forma urgente para aconselhar a diretora-geral (da OMS) sobre as condições necessárias para se declarar uma emergência de saúde pública ", escreveram os cientistas. Para eles, ao convocar o encontro, a OMS poderia estar ajudando também a mobilizar recursos.

A diretora da OMS, Margaret Chan, declarou à reportagem nesta quarta-feira, 27, que "o mundo inteiro está preocupado" com a proliferação de casos. Mas não deu indicações do que pretende fazer. Duramente criticada por sua gestão do Ebola, Chan fará um discurso sobre o zika. Mas não responderá perguntas dos jornalistas.

O vírus foi descoberto em Uganda em 1947 e os primeiros casos humanos registrados na Nigéria em 1954. Em 1977, ele foi registrado no Paquistão e, 20 anos mais tarde, na Micronésia. A Polinésia Francesa foi alvo de um surto em 2011 e, agora, a OMS estima que todo o continente americano será afetado.

"Apesar da ameaça global, a diretora da OMS não convocou um comitê de emergência para aconselhar países sobre assuntos críticos como controle do vetor, preparação dos sistemas de saúde, recomendações de viagem e evitar medidas punitivas", indicaram os cientistas. "Ainda que o Brasil, Opas e o CDC (Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos) agiram rapidamente, a sede da OMS até agora não tem sido pró-ativa, dando espaço para potencial ramificações", concluíram.


Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, sinalizou a integrantes do governo de que não há elementos para afastar o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara; na avaliação do Planalto, os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli devem seguir a tese de Lewandowski para manter o peemedebista no cargo; por outro lado, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e o relator do caso, Teori Zavascki, devem ser favoráveis ao afastamento; dúvidas ainda pairam sobre os votos dos ministros Edson Fachin, Rosa Weber e Cármen Lúcia; dos 11 integrantes do STF, seis precisam votar a favor para que Cunha deixe a Presidência da Casa; o afastamento foi pedido no dia 16 de dezembro pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, alegando que Cunha faz uso do cargo para atrapalhar as investigações da Lava Jato

Brasil 247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, sinalizou a integrantes do governo de que não há elementos para afastar o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara.

Essa, no entanto, não seria a interpretação de todos os ministros da Corte. Dos 11 integrantes do STF, seis precisam votar a favor do afastamento de Cunha para que ele deixe o cargo de presidente da Câmara.

Na avaliação do Planalto, os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli devem seguir a tese de Lewandowski para manter o peemedebista no cargo, como indica a reportagem de Marina Dias.

Por outro lado, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e o relator do caso, Teori Zavascki, devem ser favoráveis ao afastamento. Dúvidas ainda pairam sobre os votos dos ministros Edson Fachin, Rosa Weber e Cármen Lúcia.

O afastamento de Cunha foi pedido no dia 16 de dezembro pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, alegando que o presidente da Câmara faz uso do cargo para atrapalhar as investigações da Lava Jato e o pedido de cassação de seu mandato sob análise no Conselho de Ética.

Deputado federal José Airton Cirilo (PT-CE), e o vereador de Fortaleza Dr. Vicente Pinto (PT), reuniram na manhã desta quarta-feira, (27), a executiva do MOVIMENTO PT do Ceará e deliberaram a seguinte nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito das eleições municipais em Fortaleza a corrente do Partido dos Trabalhadores, Movimento PT, esclarece:

1- Como força política importante para o Ceará, somos simpáticos à candidatura própria, visto que o PT governou a cidade por oito anos, de 2005 a 2012 e disputou em segundo turno as últimas eleições. No entanto, nossa corrente está em processo de discussão interna e ainda não deliberou uma posição.

2- É bom lembrar que o fato de ter disputado a última eleição de maneira competitiva, e alcançando o segundo turno, não nos obriga lançar candidato no pleito seguinte. Nosso histórico aponta nesse sentido. Recordemos a campanha vitoriosa de José Aírton para governador em 2002, quando o segundo turno foi decidido por margem mínima e, na eleição seguinte, o hoje deputado federal seria o candidato natural. No entanto, por decisão do partido, a opção se deu por apoiar candidatura de outro partido.

3- O momento é de reflexão, tendo em vista o contexto político; a correlação de forças; a política de alianças da qual fazemos parte enquanto agremiação partidária, nos mais diversos níveis: local, regional ou nacional.

4- Devemos considerar ainda que a maior liderança política do partido no Estado é o governador Camilo Santana (PT), eleito representando um arco de alianças considerável, e até onde temos conhecimento, não se posicionou oficialmente sobre o tema.

5- Por conta dessas ponderações, a defesa do Movimento PT é por um amplo diálogo com as forças do partido, os vereadores, deputados estaduais e federais, com o Senador, o presidente do diretório municipal e o presidente do diretório estadual, cujo objetivo final seja o entendimento.

6- Esperando por esse diálogo das forças e pré-candidatos, e de uma conversa com o governador, a corrente aguardará o momento oportuno para se posicionar.

Atenciosamente,
José Aírton Cirilo
Deputado federal (PT-CE) e coordenador da Bancada Federal Cearense
Dr. Vicente Pinto

Vereador de Fortaleza (PT)
Coordenação Estadual do Movimento PT

‪#‎tamujuntos‬ José Airton Cirilo, em prol do contexto político e posicionamento adotado pelo MOVIMENTO PT. Abraços 'Junior Pentecoste'
A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará lançou, nesta terça-feira (26/01), edital de seleção pública para a contratação temporária de 24 pesquisadores para o Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência.

As inscrições serão realizadas exclusivamente de forma eletrônica, mediante o envio de currículo (Vitae ou Lattes) para e-mail comite.ccpha@al.ce.gov.br, no período de 26/01 a 31/01, até as 23h59. O pesquisador selecionado, que trabalhará sob carga horária de 30 horas semanais, receberá remuneração mensal no valor de R$ 2.600,00. 

Para se inscrever, o candidato deverá possuir diploma de nível superior, em qualquer área. As vagas são para realização de pesquisa de campo em territórios com incidência de homicídios na adolescência e em centros educacionais de privação de liberdade de adolescentes, de acordo com os parâmetros metodológicos estabelecidos pela coordenação da pesquisa.

Iniciativa da Assembleia Legislativa, o Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência foi lançado no último dia 11 de dezembro, pelo presidente da Casa, Zezinho Albuquerque (Pros), pela vice-governadora Izolda Cela e pelo presidente do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Gary Stahl. 

O Comitê, que vai investigar as razões que levaram jovens cearenses a ser assassinados ou cometer homicídios, suas trajetórias de vida e a ambiência afetiva dos seus entornos familiares e sociais, é presidido pelo deputado estadual Ivo Gomes (Pros) e tem como relator o deputado Renato Roseno (Psol). 

  De acordo com o presidente do Comitê, no fim da pesquisa, a instância vai propor ações concretas para que esse fenômeno seja evitado. "Vai ser um trabalho complexo e inovador”, explicou Ivo Gomes.

Sob coordenação técnica do Unicef, segundo detalha o parlamentar, serão realizadas pesquisas de campo e audiências públicas, com a elaboração de um relatório com propostas de intervenção, por meio de políticas públicas. 
No âmbito da Assembleia Legislativa, um comitê semelhante foi instalado em 2004 para o enfrentamento do analfabetismo escolar, também sob a presidência do deputado Ivo Gomes. Os resultados apresentados pelo grupo, à época, serviram de base para o Programa de Erradicação do Analfabetismo Escolar, posteriormente transformado em Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC), transformando-se em política nacional.

“É uma feliz coincidência nos encontrarmos novamente, a Assembleia, o Governo do Estado e o Unicef. Na época, nós ficávamos intrigados com a seguinte questão: se todos os argumentos que usavam para justificar o fracasso da escola estavam melhorando, como aumento no salário de professores, melhoria nas estruturas das escolas etc., por que os meninos continuavam sem aprender? Então, nós tínhamos uma hipótese: os alunos não estavam aprendendo a ler, o que comprometia todo o resto do aprendizado. Essa hipótese foi comprovada pelo Comitê, e a nossa sugestão de política pública tornou-se realidade com muito êxito”, destacou Ivo Gomes.

O que parecia utopia para uma família de Campo Grande se tornou realização. Diagnosticada com microcefalia quando ainda era bebê e depois de sete cirurgias, Ana Carolina Dias Cáceres, 24 anos, recebeu o diploma de jornalista na noite dessa terça-feira (15), em uma universidade de Campo Grande.

"Sinto felicidade extrema [...] Para as mães que já são grávidas eu diria para procurarem informação, quanto melhor informado sobre a microcefalia, mais a criança vai ter chance de fazer o que está acontecendo comigo", recomendou.

O canudo nas mãos tem um significado especial para toda a família, que temia sequelas graves por conta da condição rara de Ana Carolina. Para o pai Ermínio Cáceres é impossível não lembrar das dificuldades e das dúvidas que surgiram logo após o diagnóstico da microcefalia.

"A gente não sabia se ela ia andar, se ela ia falar, se ia ouvir e hoje esta aí, como vocês estão vendo, formada em jornalismo. Fez o curso tranquilamente, tudo de bom", disse emocionado.

Infância
Ana Carolina teve a infância marcada por cirurgias e cuidados redobrados com a saúde por conta da microcefalia, um dos assuntos mais discutidos no Brasil nos últimos meses por ter relação com o zika vírus.

"Quando era bebê ela sofreu muito porque foram várias cirurgias que teve que fazer. Teve convulsão, teve parada cardíaca, teve um monte de coisa e hoje ela está vencendo isso", lembrou a tia, Ignácia Cáceres. Foram sete cirurgias, a primeira com nove dias de vida e com duas paradas cardíacas durante o procedimento. O preconceito e as diferenças também fizeram parte da fase de escola.

"Eu fui ter amigos mesmo só quase no último ano do ensino fundamental. Tinha certas coisas, por exemplo, que eu não podia fazer na escola como educação física. Então, eu ficava sentada. Só eu ali, no cantinho, e o resto do pessoal brincando", explicou.

Páginas de superação
A história de superação ganhou as páginas de um livro, escrito pela própria Ana Carolina como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Para escrever o "Selfie, em meu autorretrato, a microcefalia é diferença e motivação", a jovem contou a própria experiência e ouviu relatos de outras cinco famílias que também convivem com a mesma condição.

O irmão, Marcos Ermínio Cáceres, também esteve na colação e comentou sobre a importância da irmã. "É um exemplo de superação, ela demonstrou pra gente o que é superação", afirmou. Emocionada, a mãe demonstrou em poucas palavras a admiração pela filha. "Ela superou, é uma heroína", disse.

Diploma
Ana Carolina diz é apaixonada pela profissão que escolheu e lembra que a arte de contar e ouvir histórias sempre a encantou.

Ciente da importância da informação sobre a microcefalia, ela aproveitou a própria experiência e o dom de comunicar para alertar pais de bebês diagnosticados com microcefalia. Os relatos estão nas páginas do livro, orientado pela professora Cristina Ramos.

"Esse autorretrato marcado pela microcefalia é um autorretrato mais difícil. Como jornalista foi mais complicado ainda porque entrou a subjetividade, ela teve que entrevistar os pais, mas ela buscou encontrar pessoas como ela, que sobreviveram com a microcefalia e que está levando a vida. Acho que esse é um ponto importante e interessante do livre nesse momento especial para ajudar esses pais e mães que estão preocupados a verem que as possibilidades, se eles agirem rápido, são inúmeras", disse a professora.

Uma etapa chegou ao fim e a vitória conquistada diante de uma condição de superação abre caminho para novos sonhos de Ana Carolina. "Acabou [a faculdade], agora a brincadeira vai ficar séria. Agora é ir lá no mercado [de trabalho] e ralar porque tem que ganhar o pão", ressaltou.

Fonte: G1 - Via Amo Direito
O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque, participou na noite desta segunda (25), da Solenidade de Entrega de Dessalinizadores e Anúncio de investimentos para Obras de infraestrutura hídrica, na ocasião das comemorações dos 59 anos de emancipação política do município de ‪Apuiarés‬, que fica distante 128 km de Fortaleza, localizada na região Norte do Ceará. 

O município tem uma população estimada em 2015, de 14.565 habitantes (Fonte do IBGE ). 

O evento teve a participação do Governador Camilo Santana, além de políticos, lideranças comunitárias, prefeitos e vereadores da região. 

No momento de sua palavra, o presidente do Legislativo Estadual, ressalta a importância dos deputados no desenvolvimento do estado em decorrência da sintonia positiva com o Governador Camilo Santana e até cita algumas ações do governo de grande relevância para a sociedade.

Noite de autógrafos e de festa em Icapuí no lançamento das obras literárias do deputado federal José Airton Cirilo. O evento aconteceu no Centro Cultural Chico Bagre, muitos amigos, várias lideranças políticas, artistas e intelectuais, prestigiaram o evento e tiveram a oportunidade de visitar a exposição fotográfica que retrata a vida pública deste grande parlamentar.

Outro momento emocionante foi a exibição de um vídeo que retrata a trajetória de José Airton Cirilo, com depoimentos marcantes de moradores de Icapuí. Foi um momento marcante e emocionante. Obrigado a todos! Disse o deputado ao final da apresentação.

José Airton começou seu discurso, resgatando nomes de todos os matizes, como Orlando Rebouças, Castelo de Castro, Manuel Porto Rodrigues, Neudo Ferreira, Luiz Cunha, João Carneiro, Gabriel Reis Raimundo Lacerda e outros que deixaram sua marca, antes de partir, para ajudar com muita luta e dificuldades, fundar a emancipação há cerca de 32 anos... foi um verdadeiro aprendizado.

“É muita alegria estar aqui hoje homenageando essas pessoas e ter a participação de todos vocês, MUITO OBRIGADO MESMO!”, festejou o deputado federal.

Como não poderia ser diferente, estivemos prestigiando nosso amigo José Airton, nesse momento de muita emoção que representa parte importante da história e da cultura de Icapuí.