Sarto diz que crise no PDT acabou: 'Só tem briga quando dois querem'

O prefeito ressaltou ainda que o diretório do partido em Fortaleza está ‘pacificado’

Por Luana Barros, Bruno Leite

PONTOPODER


Sarto participou da posse dos novos conselheiros tutelares de Fortaleza nesta quarta-feira (10)
Foto: Fabiane de Paula

O prefeito José Sarto (PDT) coloca como página virada a crise vivida pelo PDT no Ceará. Para ele, o impasse vivenciado pelo partido "já acabou". "Não tem crise, só tem briga quando dois querem. Eu não quero brigar", ressaltou. A declaração foi dada nesta quarta-feira (10) durante o evento de posse dos novos conselheiros tutelares de Fortaleza. 

Sem citar diretamente o grupo liderado pelo senador Cid Gomes (PDT) — que antagonizou com a ala do PDT da qual faz parte o próprio Sarto, junto ao presidente nacional interino, André Figueiredo (PDT), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) — ele reforçou que "quem tiver opinião divergente, siga o seu caminho". "Cada um deve seguir o seu caminho naturalmente", disse.

Parlamentares e prefeitos ligados a Cid defendiam a recomposição da aliança do PDT com o PT — rompida em 2022, quando Roberto Cláudio foi escolhido como candidato pedetista ao Palácio da Abolição. A crise acabou resultando na debandada dos cidistas, que devem se filiar ainda no início de 2024 ao PSB. 

VEJA TAMBÉM
Sarto fez questão de destacar a pacificação dentro do PDT Fortaleza, presidido por Roberto Cláudio, que deve ser o responsável por conduzir as articulações para as eleições municipais na Capital. O prefeito é vice-presidente do diretório. "O que o Brasil precisa hoje é pacificar, é divergir compreendendo as razões do outro para divergir. Cada um tem sua opinião. E o PDT hoje de Fortaleza está pacificado", garantiu. 

De olho nas eleições, o prefeito começou a receber nesta semana os vereadores de Fortaleza que integram a base aliada a ele na Câmara Municipal de Fortaleza. As reuniões, segundo ele, tem sido no sentido de "agradecer ao apoio a importantes projetos", mas também consultar os parlamentares sobre os investimentos que serão feitos em 2024 na capital cearense. 

"A gente está conversando com a bancada de sustentação para entender qual é a intenção dos vereadores em termos de projeto para 2024, haja vista que esse pacote de R$ 2,2 bilhões é o maior valor de investimento da história de Fortaleza", disse Sarto, ressaltando as obras realizadas pela Prefeitura em "todos os 121 bairros da cidade". "E isso evidentemente conta com o apoio dos vereadores", afirmou. 

Sobre a estratégia política para as eleições, ele disse que a movimentação deve se intensificar apenas no período da janela partidária, que começa no próximo dia 7 de março. 

NOVO PDT CEARÁ

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) validou a criação de comissão provisória do PDT no Ceará. O colegiado foi instalado em substituição ao diretório estadual, que perdeu vigência no dia 31 de dezembro de 2023. 

A presidência do PDT Ceará ficou com o ex-senador Flávio Torres, ligado a André Figueiredo. A vigência é até o dia 2 de julho deste ano, o que significa que a comissão ficará responsável pelas principais articulações eleitorais do PDT para a disputa deste ano, no momento em que o partido sofre com uma debandada de filiados no Ceará. 

Confira a composição completa da comissão provisória do PDT:
  • Flávio Torres - Presidente
  • Cristhina Brasil - Vice-presidente
  • Iraguassú Filho - Tesoureiro 
  • Francisco das Chagas Soares - Secretário
  • Alessandra Aires Sabino Vieira
  • Diana Maria Maciel Mano de Carvalho
  • Cláudio Pinho
  • Geraldo Sinézio Sobrinho
  • Ianna Fernandes de Almeida Brandão
  • Ivaldo Ananias Paixão
  • Janne Ruth Nascimento Viana
  • Sandra Paula Pereira de Araújo

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem