Briga entre os irmãos Ciro e Cid Gomes gera debandada e 43 prefeitos do Ceará anunciam saída do PDT

Irmão mais novo, Ivo Gomes está os nomes que anunciaram a intenção de deixar partido, que contava com 54 prefeitos no estado até a crise

Por Luísa Marzullo e Cibelle Brito — Rio de Janeiro

O senador Cid Gomes com prefeitos do Ceará: desfiliação em massa — 📷: Reprodução/Instagram

A disputa entre os irmãos Ciro e Cid Gomes ganhou mais um capítulo após uma reunião entre prefeitos do PDT do estado terminar com o anúncio de uma saída em massa do partido no Ceará. Dos 46 prefeitos presentes no ato, realizado em um hotel em Fortaleza nesta terça-feira, 43 anunciaram a saída da sigla, sob o comando do senador Cid Gomes. Entre os dissidentes estão Ivo Gomes, prefeito de Sobral, considerado o reduto da família no estado.

O grupo contesta a posição do PDT nacional, comandada pelo deputado federal André Figueiredo, aliado de Ciro Gomes. A crise escalonou nas últimas semanas, após um reunião da executiva nacional que terminou em briga e troca de ofensas entre os irmãos Gomes. A ideia à época era pôr fim a uma desavença envolvendo o diretório estadual da sigla no Ceará, alvo de disputa judicial entre os irmãos.

Cid Gomes chama de perseguição os recentes desentendimentos com o diretório nacional. Na semana passada, o senador conseguiu uma vitória na Justiça, e o comando do PDT cearense voltou para o seu grupo. Em resposta, o presidente do PDT, ligado a Ciro, afirmou que formalizaria um processo de expulsão do senador. A resposta política veio essa semana, com a debandada dos prefeitos.

Ontem, após a definição pela saída do partido, o deputado estadual e Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Salmito Filho, que é próximo a Cid, explicou a saída em massa alfinetando o grupo adversário:

— Não há problema com o PDT, há problema com o dono do PDT — disse Filho à imprensa local, se referindo ao grupo de Ciro.

De acordo com Filho, o PDT cearense conta com 54 prefeitos. Com a saída, o partido perderia quase 80% do quadro atual no estado, sem contar os nomes que miravam a disputa para a eleição do ano que vem.

A atitude do presidente nacional do PDT de ameaçar expulsar Cid Gomes do partido, segundo fontes ouvidas por O GLOBO, irritou Carlos Lupi, ministro de Lula e cacique da sigla.

O anúncio da debandada ocorre na semana seguinte após 18 deputados — cinco federais e 13 estaduais — deixarem a sigla, também sob a influência do senador Cid Gomes. Entre eles estava a outra irmã dos Gomes, a deputada estadual Lia Gomes. Com a carta de anuência, os parlamentares irão à Justiça para se desfiliar sem perder o mandato por infidelidade partidária.

A crise no Ceará tem reflexos na Justiça, mas também nas definições das eleições municipais de 2024, com a definição das pré-candidaturas em segundo plano. Até o momento, em todas as capitais do país, apenas três nomes foram efetivamente lançados: o da deputada federal Duda Salabert, em Belo Horizonte; o de Juliana Brizola, em Porto Alegre; e o deputado estadual Goura, em Curitiba. Em grandes cidades, como Rio e São Paulo, o partido ainda não se posicionou.

Confira os prefeitos que pediram para deixar o PDT

  1. Edilberto (Acarape)
  2. Joaquim do Quinca (Alcântaras)
  3. Netim Morais (Bela Cruz)
  4. Gislaine Landim (Brejo Santo)
  5. Betinha (Camocim)
  6. Simone Tavares (Caridade)
  7. Antonio Martins (Cariré)
  8. Ze Weliton (Carnaubal)
  9. Ravenna (Catunda)
  10. Joãozinho de Titico (Cedro)
  11. Edezio Sitonio (Coreaú)
  12. Gildecarlos (Deputado Irapuan Pinheiro)
  13. Emanuelle Martins (Ereré)
  14. Deda (Farias Brito)
  15. Edinardo (Forquilha)
  16. Helton Luis (Frecheirinha)
  17. Iraldice Mão Cheirosa (Graça)
  18. Aníbal Filho (Granja)
  19. Iris Martins (Hidrolândia)
  20. Patrícia Barreto (Irauçuba)
  21. Elizeu Monteiro (Itarema)
  22. Edsonriva (Jucás)
  23. Roger Aguiar (Marco)
  24. Dr. Lorim (Missão Velha)
  25. Salomão (Monsenhor Tabosa)
  26. Canarinho (Mucambo)
  27. Raimundo Filho (Pacujá)
  28. Beim (Paracuru)
  29. Dra. Lívia (Pires Ferreira)
  30. Cirilo Pimenta (Quixeramobim)
  31. Davi Benevides (Redenção)
  32. Saul Maciel (São Benedito)
  33. Maurício Pinheiro (Senador Pompeu)
  34. Ivo Gomes (Sobral)
  35. Marcelo Mota (Tamboril)
  36. Renê (Ubajara)
  37. Elmo Monte (Varjota)

Estavam na reunião, mas não sinalizaram se irão se desfiliar:

  1. José Libório (Assaré)
  2. João Bosco (Pentecoste)
  3. Cícero de Deus (Araripe)

O Globo

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem