Indiciada, Zambelli vai à CPMI, quebra decoro e toma pito de presidente: "não é lugar para se falar pornografia"

Deputada bolsonarista pediu a palavra e tentou se vitimizar, mas foi fortemente repreendida por Arthur Maia: "A senhora, por favor, contenha sua fala, respeite esse ambiente".

Por Plinio Teodoro

Carla Zambelli e Arthur Maia na CPMI dos Atos Golpistas. Reprodução/Youtube

Indiciada no relatório de Eliziane Gama (PSD-MA) na CPMI dos Atos Golpistas por associação criminosa, abolição do Estado de Direito e golpe de Estado, a deputada Carla Zambelli (PL-SP) tentou se vitimizar na sessão desta quarta-feira (18), quando o documento será votado, quebrou o decoro parlamentar e tomou um pito do presidente da Comissão, deputado Arthur Maia (União-BA).

Citada no discurso do pastor Henrique Vieira (PSOL-RJ), que falou do indiciamento dela, a deputada bolsonarista pediu a palavra e passou a se vitimizar, dizendo que está sendo alvo de discurso de ódio nas redes após a divulgação do relatório.

Ao citar um dos comentários feitos em seu perfil na rede X, antigo Twitter, Carla Zambelli quebrou o decoro parlamentar. 

"Eu vou ter que quebrar o decoro, mas estou lendo o comentário: tchau pistoleira vai para a cadeia mamar a rola do teu presidente genocida...", disse a deputada, sendo interrompida no ato por Maia.

"Eu vou pedir para a senhora evitar isso aqui na CPMI. Eu estou lhe concedendo a palavra, com todo o respeito, mas isso aqui não é lugar para se falar pornografia. A senhora, por favor, contenha sua fala, respeite esse ambiente, porque não é razoável a senhora vir para cá falar dessa forma", repreendeu o presidente da Comissão, que pediu ainda a retirada das palavras da deputada das notas taquigráficas.

Revista Fórum

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem