Lula diz que vai ao Senado debater "juros, inflação e crescimento" com Campos Neto, presidente do Banco Central

Pacheco organizará no Senado um seminário para discutir a taxa de juros e o presidente afirmou que estará presente: “acho importante estar no Senado nesse dia"


Roberto Campos Neto e Lula (Foto 👆: Isac Nóbrega/PR | Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Sputnik - As tensões entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o chefe do Banco Central, Roberto Campos Neto, estão em alta desde o começo do mandato do petista.

O necessário encontro entre o governo federal e o Banco Central não será apenas um simples diálogo. Nas próximas semanas, o chefe do Senado, Rodrigo Pacheco, promoverá um evento público na Casa para debater o tema com Campos Neto, e, de acordo com a revista Veja, os olhos de Lula "teriam brilhado" quando soube do evento.

"Eu vou. Acho importante estar no Senado nesse dia", afirmou o presidente citado pela mídia.

O mandatário disse a Pacheco que irá ao plenário para debater com o chefe do BC "juros, inflação e crescimento econômico". Na mesma conversa com Pacheco, ministros do governo e líderes do Senado, Lula pediu empenho na luta pela redução dos juros.

O governo federal e o Banco Central travam uma luta em torno da taxa básica de juros brasileira que está em 13,75%, a maior taxa do mundo, segundo o G1.

Em decisão tomada na semana passada, a instituição financeira, que é independente do governo, decidiu manter a taxa e foi novamente alvo de críticas do poder Executivo e do Ministério da Fazenda. 

247

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem