Ministério Público e TRE recebem pedidos para investigar candidato bolsonarista que falou em 'ganhar na bala'

Deputado estadual do Ceará e candidato à reeleição delegado Cavalcante fez discurso a público bolsonarista durante evento no 7 de Setembro em Fortaleza. Uma das ações pública pede ainda multa de R$ 25 mil, em caso de reincidência.

Por g1 CE

'Se a gente não ganhar nas urnas, a gente vai ganhar na bala', diz candidato bolsonarista (vídeo)

O Ministério Público do Ceará (MPCE) e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) receberam, nesta quinta-feira (8), pedidos de investigação contra o deputado estadual candidato à reeleição delegado Cavalcante, que disse em um evento em Fortaleza que se Bolsonaro não vencer a eleição presidencial com o voto, vai "vencer na bala".

As duas ações públicas pedindo investigação sobre o candidato do PL, mesmo partido de Jair Bolsonaro, foram protocoladas pela candidata a deputada federal, Adelita Monteiro da Federação PSOL/REDE, pelas ameaças proferidas durante evento público na última quarta-feira (7).

Os pedidos de investigação protocolados junto ao Ministério Público pede a abertura imediata de apuração para investigar os crimes de incitação a violência; abolição violenta do Estado Democrático de Direito; golpe de Estado e interrupção do processo eleitoral.

Já a segunda ação, protocolada junto ao TRE, pede para retirar imediatamente das redes do deputado o conteúdo que incita ao ódio e atenta contra o resultado das urnas, nas eleições do próximo 2 de outubro deste ano.

Junto à ação no TRE-CE é pedida, ainda, a aplicação de multa no valor de R$ 25 mil, em caso de reincidência.

"Atentar contra a democracia é crime. Atentar contra a vida das pessoas e ameaçar a vida das pessoas é crime. Incitar a violência é crime. E nós não aceitaremos esse tipo de atitude", disse Adelita Monteiro (PSOL), em nota.

Discurso a público bolsonarista

Candidato bolsonarista diz que se não ganhar eleição na urna, 'vai ganhar na bala' — Foto 👆: Instagram/Reprodução

Durante um discurso para um público bolsonarista, durante evento no 7 de Setembro, em Fortaleza, delegado Cavalcante exaltou o atual presidente e soltou a fala polêmica.

"O presidente Bolsonaro é o mais querido, é o que a população está querendo. E digo mais: se a gente não ganhar... se a gente não ganhar – eu vou repetir – nas urnas, nós vamos ganhar na bala. Na bala."

Na ocasião, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) lamentou a fala do candidato e reforçou a confiança no sistema eleitoral brasileiro.

"O TRE lamenta a postura do candidato e reforça a confiabilidade do processo eletrônico de votação. O tribunal conclama candidatos e sociedade para uma campanha que não estimule a violência", disse o órgão.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na Praça Portugal, em Fortaleza. — Foto: Kid Junior/SVM

Por: g1/CE

Vamos nessa: Como pode um candidato estampar em uma camisa, as hashtag nas palavras; Deus, Pátria, Família e Liberdade, e depois falar em "ganhar na bala", podemos concluir que é só balela a camisa dele, falsidade, que a população séria não pode confiar em um cara que destila ódio e fala em resolver na bala.

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem