Tangos e tragédias


O ultraliberal de extrema direita Javier Milei foi eleito presidente da Argentina no último domingo (19). 📷: DIEGO LIMA / AFP

Longe de rumar para uma unidade maior, a América Latina parece cada dia mais uma colcha de retalhos

Olá, aos ouvidos de Lula, chegam o som triste do tango argentino, o sertanejo universitário choroso da Faria Lima e o heavy metal descompassado do Congresso.

** Este é um artigo de opinião e não necessariamente expressa a linha editorial do blog.

Edição: Geisa Marques

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem