PF resgata trabalhadores em situação análoga à escravidão

 O resgate foi realizado durante a operação "Falsas Promessas II"

São Luis/MA. A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (10/10) a Operação Falsas Promessas II, que apura o uso de fraude no agenciamento de trabalhadores maranhenses. 

Ao todo, 16 policias federais cumpriram três mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre/RS e Bauru/SP. 

No caso sob investigação, após serem iludidos por falsas promessas de alto salário e ótimas condições de trabalho, os trabalhadores foram submetidos a condições análogas à escravidão em frentes de trabalho no estado do Rio Grande do Sul.

Além disso, sob o título de taxa de recrutamento e despesas de transporte, a responsável pelo agenciamento exigia o pagamento de valores pelos trabalhadores. 

Ao todo, foram resgatados 16 (dezesseis) trabalhadores maranhenses em obras de construção civil nas cidades de Porto Alegre/RS e São Leopoldo/RS.

A segunda fase da operação visa elucidar a participação de funcionários da construtora responsável pela contratação, bem como identificar outros envolvidos na prática delituosa.

Leia também:

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem