Operação do MPCE investiga suposto esquema de corrupção na compra de álcool em gel pela Prefeitura de Granjeiro

 

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc), com apoio do Departamento Técnico Operacional da Polícia Civil, deflagrou, nesta terça-feira (13/06), a 2ª fase da Operação “Mãos Limpas”, que investiga suspeitas de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa no âmbito da Prefeitura de Granjeiro. Nesta fase da operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra o ex-prefeito do município, um empresário da região e uma auxiliar administrativa, nas cidades de Juazeiro do Norte e Fortaleza.

Conforme investigação do Gecoc, há suspeitas de que foram adquiridos, de forma fraudulenta, três mil litros de álcool em gel e outros insumos pela Secretaria de Saúde de Granjeiro em 2020. A compra irregular teria sido feita para beneficiar um empresário da região, que, em contrapartida, teria pago propina em favor do prefeito municipal, à época.

Na primeira fase da operação, deflagrada em 2021, o MPCE já havia cumprido mandados de busca e apreensão contra o então secretário de Saúde de Granjeiro e outro empresário. Na época, teriam sido encontrados elementos que levaram ao ajuizamento de ação penal contra cinco pessoas.

Com a análise do material apreendido na época, os promotores de Justiça do Gecoc encontraram indícios de que o suposto esquema criminoso teria sido arquitetado em benefício de um empresário do ramo de cosméticos, que, além de suspeito de ter recebido comissão pela organização da fraude, também teria coordenado o pagamento de vantagem indevida em favor do prefeito da época, por meio do pagamento de uma dívida contraída por este, para tentar ocultar a origem ilícita dos valores.

Ministério Público do Estado do Ceará MPCE

Assessoria de Imprensa  Email:imprensa@mpce.mp.br

Post a Comment

Aviso aos internautas:
Quando você comenta como anônimo, sua opinião não tem nenhum valor e não será publicada. Portanto pedimos aos nossos leitores que ao fazer comentários se identifiquem.
A sua opinião é muito importante para nós.

Postagem Anterior Próxima Postagem